isac
Brasil venceu com facilidade no primeiro jogo do Sul-Americano (Foto: Alexandre Arruda/ CBV)
Brasil venceu com facilidade no primeiro jogo do Sul-Americano (Foto: Alexandre Arruda/ CBV)
Brasil venceu com facilidade no primeiro jogo do Sul-Americano (Foto: Alexandre Arruda/ CBV)

Na estreia do Sul-Americano masculino, nesta quarta-feira, em Maceió, o Brasil atropelou a seleção do Peru, em uma hora e 30 segundos de jogo, com parciais de 25/8, 25/9 e 25/15. Se não fosse o terceiro set mais relaxado, os jogadores não teriam do que reclamar. Mesmo assim, ninguém deixou de celebrar a boa atuação em casa.

Maior pontuador da equipe de Bernardinho, o ponteiro Lucas Loh fez 12 pontos e foi aplaudido nos lances que protagonizou, mas preferiu destacar o desempenho coletivo.

Acho que o Peru não ofereceu grandes dificuldades para a gente. A gente pecou um pouquinho no terceiro set, mas é isso aí, a estreia é para sentir o ginásio, a torcida, o calor de Maceió, que é quente pra caramba (risos). O objetivo era regularidade e a partida funcionou como um treino, para a gente diminuir os erros. A estreia foi ótima, o calor da torcida foi ótimo. Estou muito feliz – disse.

Maurício Souza, que completou aniversário na terça-feira, disse que a noite serviu um pouco como um presente, mas avisou que quer mais. O atleta também presenteou diversos fãs com muitas selfies após o jogo e foi um dos últimos a deixar a quadra.

Eu acho que é importante retribuir um pouquinho esse carinho que a gente recebe dentro de quadra. Então, o mínimo que a gente pode fazer é tirar uma foto e conversar um pouquinho com a torcida. O jogo valeu [como presente], mas o que eu quero é ser campeão. Aí vai ser um presente completo, realmente – contou.

Isac também fez boa partida, mas se manteve um pouco mais crítico. Perguntado sobre a etapa final da partida, o central explicou que foi apenas uma questão de adaptação, quando Bruninho, Evandro e Serginho saíram e deram lugar a Raphael, Renan e Thiago Brendle.

A gente sempre fica com o pensamento de que pode melhorar. E amanhã podemos melhorar. O jogo é isso, vamos errar, acertar, faz parte. Ele [Bernardinho] fez uma troca no time, quem estava vindo do banco ainda estava entrando no jogo, e eu acredito que depois que passou aquele primeiro momento, a gente se adaptou e conseguiu melhorar na partida.

Nesta quinta, às 18h, a seleção joga contra o Chile, que perdeu o primeiro confronto que fez, contra a Venezuela, por 3 a 1, de virada. Às 12h30, Venezuela e Peru disputam o outro confronto da chave A. No grupo B, os jogos são entre Colômbia e Guiana, às 15h15, e Uruguai e Argentina, às 21h.

Créditos: Estéfane Padilha

Comentários

comentários